A Casa Mal-Assombrada

20-11-2011 14:42

(Entram Jujuba e Pipoca cantando “Quem tem medo do lobo mau...” Chocolate entra em seguida com a máscara do lobo mau)

CHOCOLATE – Vou pegar vocês!

PIPOCA – Você não vai nos pegar, seu lobo malvado. Nós não temos medo, não é, Jujuba?

JUJUBA – É isso mesmo! Estou horrooooooorizada!

CHOCOLATE – Eu sou mais forte! Com o meu sopro derrubo vocês... (Cris se aproxima e fica observando. Amendoin entra)

AMENDOIN – Corta! Corta! Tem que relaxar... Mais drama, mais ação, mais...

CRIS (interrompendo) – O que vocês estão fazendo?

AMENDOIN – Oi, Cris. Você chegou a tempo de assistir nosso ensaio.

CRIS – Ensaio de quê?

CHOCOLATE – Do nosso mais novo sucesso... “As duas Cinderelas e o Lobo Mau Maravilhoso”.

CRIS – Espera aí... acho que vocês misturaram as coisas...

CHOCOLATE – É uma adaptação nova... (sai, tira a máscara e volta).

CRIS – Mesmo assim. Está confuso... não existem duas Cinderelas...

PIPOCA – É porque eu e a Jujuba queríamos ser Cinderela... então pra não ter briga o Amendoin pensou em duas Cinderelas...

JUJUBA – É isso aí! Eu sou a Gata e ela a Borralheira...

CRIS – E que estória é essa de lobo mau maravilhoso?

CHOCOLATE – Simples. Eu sou o lobo mau... e como sou ótimo ator, muito legal, gostosão... resumi: maravilhoso.

FANTOCHES – (vaiam) Uh...

CHOCOLATE – Vocês estão é com inveja!

AMENDOIN – Sabe, Cris, nós descobrimos que as pessoas gostam é de terror, drama, bandido, monstros e fantasmas. Gostam de sentir medo.

CRIS – Eu não gosto.

JUJUBA – Nem eu. Fico horrooooooooorizada com esses fantasmas!

PIPOCA – É. Mas bem que você quis ir com a gente na casa mal-assombrada...

CRIS – Casa mal-assombrada? Que estória é essa? Contem tudo! (senta no chão para ouvir)

PIPOCA – Ah, era uma casa fantasmagórica, toda suja, com teias de aranha por toda parte, janelas quebradas e completamente abandonada...

JUJUBA – Arrepiadoramente arrepiante... Um horror!

CHOCOLATE – Algumas crianças tentaram entrar lá e voltaram assustadas dizendo terem ouvido fantasmas...

AMENDOIN – Até que nós decidirmos ir e desvendar esse mistério...

PIPOCA – Levamos cordas, o “fantascópio”, lanche...

CRIS – Desculpe! O que é um  fantascópio?

PIPOCA – Um detector de fantasmas que criamos... mostra onde eles estão...

CRIS – Ah...

CHOCOLATE – Quando chegamos a porta estava aberta, mas assim que entramos ela bateu atrás de nós...

JUJUBA – Cris, você não imagina como eu fiquei horroooooorizada!

AMENDOIN – Imediatamente começamos a ouvir ruídos...

PIPOCA – Então tive uma boa idéia...

CRIS – Qual?

PIPOCA – Acender a lâmpada e ver de onde vinham os ruídos... mas, não deu certo!

CRIS – Por quê?

FANTOCHES – Porque não tinha luz!

PIPOCA – E eu tenho culpa dos fantasmas não pagarem a conta?

CHOCOLATE – Mesmo assim descobrimos de onde vinham os ruídos...

CRIS – De onde?

JUJUBA – Das casquinhas de amendoim espalhadas pelo chão.

CRIS – Mas, e os fantasmas?

AMENDOIN – A única coisa que encontramos foram ratos assustadores que ficavam correndo de um lado para o outro.

PIPOCA – As pessoas imaginam coisas e acham que são de verdade... Por isso não acredito em fantasmas.

CRIS – Eu tinha medo de tudo: de escuro, de ladrões... mas, agora aprendi que Deus é mais poderoso que tudo e todos... como ele me ama, me protege... por isso, sempre que sinto um medinho, começo a cantar assim: “Aprendi um bom segredo pra quando a gente sente medo. Lá na Bíblia está gravado. É o que Jesus me diz. Ele diz que está comigo, mesmo no meio do perigo. Quando às vezes sinto medo, lembro o que a Bíblia diz.”

JUJUBA – Estou ennnnnnnncantada!

AMENDOIN – Legal, Cris! (Chocolate sai)

CRIS – Lembrem-se disso. Agora tenho que ir. Tchau!

PIPOCA – A Cris é tão legal! Tão romântica!...

(Chocolate volta com uma máscara)

CHOCOLATE – E eu vou te dar um romântico susto... Buh...

PIPOCA – Ai! (sai correndo)

JUJUBA (fala e sai correndo) – Estou horrorizada! Estou horrorizada! (Chocolate sai atrás)

AMENDOIN (reclama zangado) – Ei, eu sou o diretor! Eu não disse que vocês podiam continuar o... Que estória é essa? Isso não está no roteiro! Esperem aí! Galera, vocês não ouviram? Esperem por mim! (e sai também).

Amendoin